O ano começou e você já se sente desanimado?

Conheça as razões mais comuns
Compartilhe
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Conheça as razões mais comuns que levam as pessoas a se sentirem desanimadas

Depressão
Um dos sintomas mais comuns da depressão é a anhedonia, que é a falta de interesse em realizar atividades, principalmente aquelas que um dia foram prazerosas. A depressão pode causar grandes estragos na vida do paciente. Porém o tratamento e acompanhamento psicológico são imprescindíveis para uma melhora positiva no ânimo e produtividade do mesmo.

Medo do fracasso
Isso pode ser explicado facilmente com a tradição Sul Asiática, onde os pais criam seus filhos exigindo atitudes perfeccionistas. Esta cobrança extrema acaba levando crianças e adolescentes a acreditarem que cometer erros é considerado um “defeito”. Ou seja, o medo inerente do fracasso leva o indivíduo a evitar o trabalho ou qualquer outra atividade. Em vez disso, pessoas com medo de falhar acham que é mais seguro não possuir objetivos do que tê-los, tentar alcançá-los e fracassar.

Baixa autoestima
Pessoas com baixa autoestima tendem a acreditar que não são capazes de ter sucesso, e praticam auto sabotagem com frequência. Perdem prazos, procrastinam, assumem múltiplas responsabilidades sabendo que não é possível realizá-las, ou dedicam o mínimo de esforço em ambas, para que assim, quando o projeto ou tarefa não for executado com perfeição, exista uma desculpa para tal – “estava envolvido em outras coisas”. Desviar a responsabilidade pessoal por seus erros ajuda a preservar um delicado senso de si que acompanha a baixa autoestima.

Procrastinação
A procrastinação ocorre por uma variedade de motivos, incluindo sobrecarga, depressão, ansiedade ou medo de falhar, entre outros. Quando a procrastinação se torna um hábito, a motivação para perseguir os objetivos se extingue.

Estresse
O estresse esgota uma quantidade significativa da nossa capacidade cognitiva e emocional. Algumas pessoas lidam com o estresse evitando compromissos, ajudando a incutir o desânimo em seu próprio psicológico. A falta de sono devido ao estresse também pode afetar o ânimo.

Como lidar com o desânimo

Atividades físicas, pausas frequentes para relaxar e manter a alimentação e o sono em ordem ajudam a melhorar o humor, a ansiedade e o estresse. Ao aliviar estes sintomas, sentir ânimo novamente fica muito mais fácil.

Se você se encontra incapaz de identificar o motivo do desânimo, ou sente que está sendo prejudicado demais no seu dia a dia, considere buscar o auxílio de um psicólogo que possa lhe ajudar a encontrar a raiz do problema, bem como prover as ferramentas necessárias para combatê-lo.

Fonte: Psicologo e Terapia

Deixe seu comentário